Brand safety no Twitter

Um Twitter mais seguro é um Twitter melhor

No Twitter, nosso propósito é servir à conversa pública. E temos o compromisso de oferecer um ambiente seguro, onde todos – inclusive as marcas – possam participar com liberdade e confiança.

Acreditamos que a segurança da marca, ou "brand safety", tem a ver com pessoas – as pessoas que usam nosso serviço, as pessoas nas nossas comunidades e as pessoas que gerenciam as marcas que contam com o Twitter todos os dias. Por isso, estamos sempre melhorando políticas, produtos e parcerias: isso ajuda as pessoas a ficarem seguras.

Ainda há muito trabalho a ser feito. E não vamos descansar até termos um Twitter acolhedor, empolgante e que dá voz e vez a todos.

 

Para mais perspectivas e pesquisas sobre como estamos comprometidos a criar um Twitter melhor e mais seguro, confira nossa Coleção de Marketing de Brand Safety

 

 

A abordagem do Twitter ao conceito de brand safety

Políticas que lideram

As Regras do Twitter existem para garantir que todas as pessoas possam participar da conversa pública de forma livre e segura. Essas políticas são aplicadas a todas as pessoas que usam o Twitter e definem o padrão para conteúdo e comportamento não permitido na plataforma. Essas políticas abordam violência, terrorismo/extremismo violento, exploração sexual de menores, abuso/assédio, conduta de ódio, suicídio ou automutilação, mídia sensível, bens e serviços ilegais ou regulamentados, informações privadas, nudez não consensual, manipulação de plataforma e spam, integridade cívica, falsa identidade, mídia sintética e manipulada e direitos autorais e marca registrada.

Saiba mais sobre as Regras do Twitter aqui e sobre nossa variedade de opções para aplicá-las.

Políticas de brand safety do Twitter

Nossas Políticas de Brand Safety, bem como os controles que oferecemos a pessoas e anunciantes, se baseiam nas regras estabelecidas pelo Twitter para promover uma experiência de publicidade segura para todos os clientes e marcas. Nossas Políticas de Brand Safety informam o contexto em que veiculamos anúncios e incluem a proibição, entre outras coisas, dos itens a seguir:

  • Conteúdo sexual adulto

  • Conteúdo com discurso de ódio ou extremista

  • Blasfêmia e linguagem ofensiva

  • Produtos e serviços restritos e ilegais 

  • Conteúdo sensível

  • Conteúdo violento, questionável ou explícito 

Para mais informações sobre como nossas Políticas de Brand Safety são aplicadas em toda a plataforma, veja a seção "Produtos que protegem". Saiba mais sobre nossas Políticas de Brand Safety e sua aplicação no programa Pre-Roll do Amplify.

Relatórios de transparência

Publicado pela primeira vez em julho de 2012, nosso relatório semestral de Transparência do Twitter destaca tendências em requisições legais, solicitações relacionadas a propriedade intelectual, aplicação das Regras do Twitter, manipulação de plataforma e práticas recomendadas de privacidade de e-mail. O relatório também fornece informações sobre se devemos ou não agir com relação a essas solicitações. 

Em agosto de 2020, esses relatórios passaram por uma reformulação completa e foram consolidados em uma Central de Transparência abrangente. Em julho de 2021, liberamos um relatório abrangendo o período de julho a dezembro de 2020. Como parte dessa versão, compartilhamos uma nova métrica pela primeira vez – impressões: esse é o número de visualizações que os Tweets que cometeram as violações receberam antes da remoção. Descobrimos que as impressões desses Tweets transgressores eram responsáveis por menos de 0,1% de todas as impressões de todos os Tweets durante o período de denúncia e que 77% desses Tweets receberam menos de 100 impressões antes da remoção.

Produtos que protegem

O Twitter está comprometido com trabalhar para fornecer aos anunciantes um ambiente seguro no qual eles podem se conectar com os clientes. Para tanto, usamos uma combinação de aprendizagem de máquina, revisão humana e políticas direcionadas para garantir que os anúncios que não sejam veiculados ao redor de conteúdo potencialmente condenável. Acreditamos enfaticamente em dar condições aos nossos anunciantes para personalizar as campanhas deles no Twitter de formas que ajudem a manter suas marcas em segurança. Além desses controles, os anunciantes também conseguem aproveitar as proteções de saúde e segurança disponibilizadas a todas as pessoas que usam o Twitter.

Proteções em toda a plataforma
Proximidade a mídia sensível na timeline

O Twitter evita posicionamento de anúncios ao lado de Tweets identificados como "mídia sensível" pela nossa equipe de serviço ou pelos autores dos Tweets, incluindo mídia contendo violência explícita e conteúdo adulto produzido consensualmente, conforme definido pela Política de Mídia Sensível. 

Garantia de brand safety no Programa Twitter Amplify

Todo vídeo dos nossos parceiros de conteúdo passa por análise manual humana, para garantir que está de acordo com as normas de brand safety antes de ser monetizado. Suplementamos esta análise com uma série de verificações de integridade e segurança do algoritmo aplicáveis a todos os Tweets da plataforma.

Nós também realizamos sessões educacionais proativas regulares com nossos parceiros de conteúdo para ajudá-los a monetizar com sucesso seu conteúdo no Twitter dentro dos nossos padrões de Segurança de Marca. 

Promoção de um posicionamento brand-safe na busca

O Twitter monitora conversas e assuntos do momento ao redor do mundo 24 horas por dia, e remove dos resultados de busca os anúncios que consideramos inseguros. Essa lista interna de palavras-chave negativadas é atualizada regularmente e se aplica a todas as campanhas globalmente. À medida que a pesquisa é realizada, essa lista negativada é consultada e, se um termo de pesquisa aparecer na lista, nenhum Anúncio Promovido será exibido na página de resultados de busca por esse termo. A mesma lista negativada também se aplica quando os usuários clicam em um Assunto do Momento e são levados para a página de resultados.

Controles de brand safety para anúncios nos perfis

Sempre que um perfil é atualizado, nosso modelo de machine learning pesquisa o conteúdo da página com o objetivo de garantir que ele seja brand safe, de acordo com nossas Políticas de Brand Safety, antes da veiculação de um Anúncio Promovido. Nós veiculamos apenas anúncios em perfis que consideramos seguros para anúncios. Nós também podemos impedir a veiculação de anúncios em perfis específicos com base no conteúdo ou comportamento da conta e na falta de alinhamento com nossas Políticas de Brand Safety.

Proteções de brand safety para anúncios nas respostas do Tweet

Em maio de 2022, introduzimos um novo posicionamento para anunciantes que veiculam campanhas com o objetivo de Instalações do Aplicativo. Usamos um modelo semelhante a esse, que é aplicado ao posicionamento dos nossos perfis, e não posicionamos anúncios dentro das respostas aos Tweets em contas que determinamos não serem seguras para anúncios. Expandimos para esse nível de proteção e empregamos modelagem adicional para evitar a inclusão de anúncios em respostas que incluem conversas que podem ser consideradas inseguras ou inadequadas.

Restrições de segmentação por palavras-chave

O Twitter mantém uma lista global de termos negativados de segmentação por palavras-chave que não podem ser utilizados para a segmentação (as audiências associadas a esses termos ainda podem ser excluídos por meio da segmentação por palavras-chave). Essa lista é atualizada continuamente e inclui diversos termos que a maioria das marcas consideraria inseguros, além de termos que não podem ser segmentados de acordo com nossas Políticas de Anúncios. Saiba mais sobre nossas políticas de segmentação por palavras-chave aqui.

Filtro e validação de Audiência

O Twitter exclui contas suspeitas de serem parte de audiências automatizadas, ajudando a garantir tráfego válido nos anúncios. Também oferecemos medição de visibilidade por meio de integrações com vários parceiros credenciados pela MRC.

Conversas privadas

O Twitter é uma plataforma pública e nós trabalhamos para garantir que esse fórum aberto permaneça saudável por meio de nossas políticas e recursos da plataforma. As mensagens diretas (DMs), embora privadas entre o remetente e os destinatários, estão sujeitas às Regras do Twitter, que se aplicam a todas as pessoas e conteúdos em nosso serviço. Em uma conversa por mensagem direta, quando um participante denuncia outra pessoa, impedimos o infrator de enviar mensagens para a pessoa que as denunciou. A conversa também será removida da caixa de entrada do autor da denúncia. Analisaremos as denúncias e tomaremos as providências adequadas.

Controles do anunciante
Controles de brand safety do Twitter Amplify

O Amplify relaciona as marcas ao conteúdo de vídeo dos publishers mais premium e apropriados, e é isso que as audiências procuram no Twitter. Os anunciantes podem optar por alinhar seu conteúdo com publishers premium de dentro de qualquer categoria IAB padrão. Quando configuram esse tipo de campanha, os anunciantes podem excluir qualquer uma de nossas categorias de conteúdo padrão definidas pelo IAB, além de excluir até 50 perfis específicos de Parceiros de Conteúdo. Uma lista completa dos Parceiros de Conteúdo pode ser baixada dentro da seção "conteúdo do publisher" do criador da campanha

Os anunciantes ainda podem aproveitar as categorias de conteúdo selecionadas pelo Twitter, além da opção padrão. Quando criam esse tipo de campanha, eles recebem uma lista de Parceiros de Conteúdo que contribuem com cada categoria e podem excluir até cinco desses identificadores.

Controles de posicionamento de campanha

Damos aos anunciantes controle sobre as áreas dentro da plataforma do Twitter em que as campanhas podem ser exibidas, de modo que possam personalizar a entrega conforme o nível de conforto. A maioria dos objetivos de campanha leva em conta a exclusão de anúncios da veiculação em perfis ou dentro de respostas a Tweets. Campanhas de seguidores não podem deixar de veicular nos resultados de busca e campanhas de visualizações em Pre-Roll não podem deixar de veicular em perfis ou resultados de busca.

Controles do Twitter Audience Platform

Anunciantes veiculando campanhas na Twitter Audience Platform (TAP) podem escolher excluir até 2.000 aplicativos de sua lista de veiculação. Importante lembrar que a veiculação no TAP está apenas disponível como opção para Cliques no website, Downloads do aplicativo ou Reengajamento com o aplicativo.

Segmentação por palavras-chave

Com a segmentação por palavras-chave, nossos anunciantes conseguem alcançar pessoas no Twitter com base em seu comportamento, incluindo palavras-chave usadas nas consultas de busca que elas fazem, em Tweets recentes e Tweets com os quais elas interagiram recentemente. Essa opção de segmentação pode ajudar as marcas a alcançar sua audiência mais relevante. Os anunciantes também podem excluir palavras-chave de suas campanhas para evitar que os anúncios sejam exibidos entre resultados de busca de termos excluídos e apareçam para audiências que já Tweetaram esses termos ou interagiram com eles.

Controles para todos
Respostas ocultas

Todas as pessoas no Twitter podem ocultar respostas a qualquer um de seus Tweets que considerem abusivas ou irrelevantes para a conversa. Observe que, ao ocultar uma resposta, o autor de um Tweet não o remove completamente da plataforma, mas sim evita que ele seja exibido na conversa abaixo do Tweet. Em agosto de 2020, lançamos um endpoint de API para esse recurso para permitir que os parceiros de API criem formas mais automatizadas de empregar esse recurso. 

Configurações de conversa

Em agosto de 2020, disponibilizamos novas configurações de conversa para todos que usam o Twitter, assim as pessoas têm mais controle sobre as conversas que iniciam. Com essas configurações de conversa, qualquer pessoa no Twitter escolhe quem pode responder a seus Tweets, com três opções: 1) todos (padrão do Twitter e configuração padrão), 2) somente pessoas que elas seguem, ou 3) somente pessoas que elas mencionam. 

No início de março de 2021, disponibilizamos essas funcionalidades para os anunciantes quando eles publicam Tweets diretamente pelo Editor de Tweets ou pela API de anúncios. Essa atualização amplia a possibilidade de aplicar configurações de conversa em Tweets Somente Promovidos e naqueles que usam nossos formatos de anúncios mais conhecidos, além dos Tweets orgânicos.

Mais em breve

Em dezembro de 2020, anunciamos ainda que, após cinco longos meses de um processo de validação, elegemos a DoubleVerify e a Integral Ad Science como parceiros preferenciais para fornecer relatórios independentes sobre o contexto em que os anúncios aparecem no Twitter. Esta é uma oportunidade de criar soluções para que os anunciantes entendam melhor os tipos de conteúdo que aparecem ao lado de seus anúncios e tomem decisões mais embasadas para atingir suas metas de marketing.

O Twitter também fornece oportunidades adicionais de transparência ao desempenho de campanhas por meio de soluções de mensuração e estudos de terceiros com base em seus objetivos. Nosso objetivo é capacitar os anunciantes com soluções de mensuração que os ajudem a entender como suas campanhas podem atingir suas metas mais amplas de marketing e negócios. 

Parcerias que promovem mudanças em todo o setor

O Twitter é membro-fundador da Global Alliance for Responsible Media (GARM). Como parte dessa organização, o Twitter e outras plataformas trabalham com anunciantes e publishers de outros setores para colaborar em como melhor lidar com ambientes de mídia prejudiciais e enganosos – e como desenvolver e se portar contra uma série concreta de ações, processos e protocolos para proteger as marcas. O Twitter também é ativo dentro das organizações do setor, como 4As, Association of National Advertisers (ANA) e Brand Safety Institute (BSI). Por meio do nosso trabalho com esses e outros parceiros, estamos com orgulho na liderança do espaço de Brand Safety.

Além disso, temos relacionamentos proveitosos e de longa data com conhecidos grupos e organizações de direitos civis, como NAACP, ADColor e Anti-Defamation League (ADL). Trabalhamos e continuamos a trabalhar de perto com esses tipos de organização para entender a preocupação delas e para podermos colaborar com soluções. 

Em serviço das necessidades das várias organizações com as quais temos parceria, criamos um Manual Global de Segurança Digital. Esse recurso foi projetado para atuar como guia de segurança consolidado do Twitter para consulta e compartilhamento com os membros da comunidade – especialmente jornalistas do sexo feminino, jovens e outros.

Além da parceria com grupos do setor, o Twitter trabalha estreitamente com nossos parceiros da agência de marca e mídia para informar nossos planos e medir o progresso. A IPG Mediabrands, um desses parceiros, desenvolveu o Índice de Responsabilidade da Mídia (MRI), que avalia de forma objetiva o estado de brand safety e responsabilidade no ecossistema de mídias sociais. O MRI que abrangeu o primeiro semestre de 2021 reconheceu o Twitter como líder entre todas as plataformas participantes. 

Em dezembro de 2020, como parte dos nossos esforços em proporcionar maior transparência aos parceiros, anunciamos o compromisso de passarmos por um processo de credenciamento nos quatro serviços de credenciamento oferecidos pelo MRC: viewability, filtragem sofisticada de tráfego inválido, mensuração da audiência e brand safety. Nossa prioridade será a certificação em brand safety, mas consideramos os quatro serviços essenciais como demonstração de nosso sólido compromisso com a transparência. Em julho de 2021, compartilhamos a assinatura de um acordo com o MRC para a pré-avaliação de brand safety, nosso primeiro passo na jornada para cumprir o compromisso.

Em março de 2021, o Twitter recebeu de uma auditoria independente o selo Brand Safety Certified da TAG (Trustworthy Accountability Group) por suas operações globais. Saiba mais sobre esta certificação aqui. Em novembro de 2021, o Twitter do Japão também recebeu a Certificação de Brand Safety JICDAQ, que confirma sua conformidade com os padrões estabelecidos pelo JICDAQ de promover um ambiente de segurança e alta qualidade para os anunciantes.

 

Nosso compromisso com a integridade e a segurança da plataforma ao longo do tempo

Fizemos melhorias significativas na integridade e na segurança da plataforma nos últimos anos. A integridade e a segurança da nossa plataforma sempre foram e continuarão sendo a principal prioridade do Twitter e nosso trabalho está em constante evolução. Aqui estão algumas melhorias e anúncios importantes que fizemos nos últimos anos:

  • Maio

    • Iniciamos os testes de um novo recurso chamado Roda do Twitter, que permite às pessoas adicionar até 150 pessoas que podem ver seus Tweets, quando elas quiserem compartilhar apenas com menos pessoas.

  • Abril

    • No Dia da Terra, anunciamos que anúncios enganosos no Twitter que contradizem o consenso científico em mudanças climáticas estão proibidos, em linha com nossa Política de Conteúdo Inadequado. A introdução dessa política formalizada reforça nosso compromisso com a sustentabilidade, recorrendo a ideias dos relatórios de avaliação do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) e dados de especialistas globais em meio-ambiente.

    • Começamos a fazer experiências com o Desmencionar, novo recurso que permite às pessoas no Twitter se retirarem das conversas. Essa ferramenta se destina a ajudar as pessoas a terem mais controle sobre a experiência na plataforma.

    • Anunciamos algumas atualizações sobre como estamos abordando a política à luz do atual conflito na Ucrânia:

      • Não amplificaremos nem recomendaremos conteúdo de contas no Twitter de governos que estejam ativamente engajados em conflito armado e limitando acesso a serviços de internet para seus territórios. 

      • Estamos tomando medidas corretivas em todas as mídias de contas do governo cujo objetivo seja retratar prisioneiros de guerra no conflito entre a Rússia e a Ucrânia.

      • Desabilitamos a reprodução automática para vídeos Tweetados por contas de mídia ligadas a governos.

  • Março

    • À luz do conflito em andamento na Ucrânia, a maior prioridade do Twitter é promover a segurança das pessoas dentro e fora do serviço militar. Para tanto, nós nos concentramos em:

      • Promover informações confiáveis por meio de Twitter Moments selecionados, prompts dentro dos ambientes de busca e da timeline da página inicial e ajustes a recomendações dentro da Ucrânia e da Rússia.

      • Ampliar nossa abordagem existente a mídias estatais ao adicionar rótulos de aviso a Tweets com links a mídia afiliada ao governo russo e bielorrusso e implementar rótulos de contas do governo aos associados a funcionários do governo ucraniano.

      • Pausar publicidade na Ucrânia e na Rússia para garantir que os anúncios não distraiam das informações fundamentais de segurança pública e ampliamos de forma significativa a aplicação de regras

      • Monitorar proativamente violações das Regras do Twitter, resultando na remoção de mais de 75 mil contas por violações da nossa política de manipulação da plataforma e rotular ou remover mais de 50 mil conteúdos por violação da Política de Mídia Sintética e Manipulada entre o início da guerra na Ucrânia e 16 de março de 2022.

    • Anunciamos uma nova parceria com a Jigsaw para lançar uma nova ferramenta feita para permitir que ONGs e instituições sem fins lucrativos ajudem as pessoas a se manter em segurança no Twitter.

    • Em janeiro de 2021, iniciamos o teste do Birdwatch, uma nova forma de combater a desinformação no Twitter ao permitir que os usuários adicionem contexto a Tweets que acreditem ser enganosos. Ao longo de 2021, fizemos melhorias significativas com base no feedback dos nossos colaboradores, do público e de pesquisadores acadêmicos. Nós expandimos o teste, deixando as notas do Birdwatch visíveis e classificáveis por um pequeno grupo de pessoas no Twitter nos Estados Unidos.

  • Fevereiro

    • Em setembro de 2021, introduzimos o Modo de Segurança a uma pequena audiência de teste nos Estados Unidos. Esse recurso permite que as pessoas se engajem na conversa pública de forma segura e saudável, limitando interações indesejadas. Haja vista o sucesso desse teste limitado, implementamos o recurso a uma audiência maior em vários mercados falantes do inglês.

    • Em julho de 2021, iniciamos os testes de uma nova forma para um pequeno subgrupo de falantes de inglês que usam o Twitter no iOS para expressar se as respostas a um Tweet eram relevantes à conversa. Esse recurso tem o propósito de entender melhor o que os usuários acreditam ser conteúdo relevante dentro das respostas, ao contrário do que nós, do Twitter, acreditamos ser conteúdo relevante. Agora expandimos esse teste para um subgrupo de todas as pessoas que usam o Twitter globalmente na web, com Android e iOS sendo implementado em breve.

    • Em maio de 2021, introduzimos prompts para as pessoas que usam o Twitter em inglês. Esses prompts incentivam as pessoas a pausarem e reconsiderarem uma resposta potencialmente prejudicial ou ofensiva antes de pressionarem o botão Enviar. Descobrimos que, em 30% das vezes, esses prompts fazem com que as pessoas reconsiderem as respostas que dariam. Com esse sucesso, publicamos novas pesquisas que servem como base para melhorarmos o Twitter para todos, incentivando outros fora da plataforma a aprender com esta pesquisa e explorar formas de promover conversas mais saudáveis online. Nós também ampliamos o recurso como experimento em português para os usuários do Brasil.

    • Em dezembro de 2021, começamos a experimentar novas formas de os autores do Tweet indicarem que um dos Tweets inclui mídia sensível. Essa funcionalidade se baseia na forma como as pessoas ou as equipes de aplicação do Twitter podem inserir avisos de mídia sensível nos Tweets. Com base no sucesso do piloto, expandimos esse recurso para todos que usam o Twitter no mundo todo na web e no Android e para um subgrupo de todas as pessoas no Twitter usando o iOS.
  • Janeiro

    • Liberamos a atualização mais recente da Central de Transparência do Twitter, incluindo dados de 1º de janeiro a 30 de junho de 2021. Particularmente, Impressões sobre Tweets que violam são responsáveis por menos de 0,1% de todas as impressões para todos os Tweets durante o intervalo de denúncia – em conformidade com o período de denúncia anterior. Além disso, o Twitter exigiu que os titulares da conta removessem 4,7 milhões de Tweets que violaram as Regras do Twitter durante os seis meses, um aumento no período prévio de denúncia.

    • O Twitter anunciou uma nova parceria com a OpenMined, uma organização aberta sem fins lucrativos que explora no espaço de tecnologia de aprendizagem de máquina preservando a privacidade. Essa colaboração é destinada a testar e explorar o potencial para tecnologias para melhorar a privacidade no Twitter como parte do nosso compromisso contínuo para o uso responsável do aprendizado de máquina.

    • Nós liberamos nosso relatório anual de 2021 detalhando o impacto das atividades contínuas do Twitter nas áreas de Inclusão, Diversidade, Equidade e Acessibilidade na nossa força de trabalho global. 

  • Dezembro

    • Com o objetivo de ajudar as pessoas a usar o Twitter para obter o suporte necessário, começamos a testar um novo fluxo de denúncias. Esse processo foi atualizado com o objetivo de fazer com que todas as pessoas se sintam seguras e ouvidas e que denunciem qualquer tipo de conteúdo prejudicial ou indesejado.

    • Começamos a testar uma nova maneira de fazer com que os autores dos Tweets indiquem se alguns de seus Tweets contêm mídia sensível. Essa funcionalidade se baseia na forma como as pessoas ou as equipes de aplicação do Twitter podem inserir avisos de mídia sensível nos Tweets. O Twitter impede proativamente a veiculação de anúncios próximo aos Tweets que tenham sido rotulados como "Mídia sensível".

    • Fizemos a divulgação de mais de 3.465 contas em nossos arquivos de contas vinculadas a operações de informações estatais. Estamos fazendo essas divulgações desde outubro de 2018 e, neste ano, compartilhamos dados importantes sobre essas operações com parceiros estratégicos de pesquisas independentes. Anunciamos a atualização da nossa abordagem para futuras divulgações, com a introdução do Twitter Moderation Research Consortium. O TMRC, que deve ser lançado no início de 2022, reunirá um grupo global de especialistas de instituições acadêmicas, sociedade civil, ONGs e jornalismo para estudar os problemas de governança da plataforma.
  • Novembro

    • No início de 2020, o Twitter introduziu rótulos para alertar as pessoas sobre Tweets que incluíam informações possivelmente enganosas a respeito de mídia sintética e manipulada, integridade cívica e eleições e desinformação sobre a vacina da COVID-19. Anunciamos agora um novo design para esses rótulos. Agora, mais pessoas clicam nesses rótulos para encontrar mais informações, enquanto menos pessoas Retweetam ou enviam Tweets possivelmente enganosos com esses rótulos. 

    • O Twitter do Japão recebeu a Certificação de Brand Safety JICDAQ, que confirma sua conformidade com os padrões estabelecidos pelo JICDAQ de promover um ambiente de segurança e alta qualidade para os anunciantes. 
  • Outubro

    • Para dar às pessoas mais controle sobre seus seguidores e como eles interagem com outros no Twitter, lançamos um teste que permite às pessoas remover um seguidor sem bloqueá-lo.
  • Setembro

    • Começamos a testar um recurso que permite às contas automatizadas se identificarem e darem às pessoas mais contexto sobre com quem interagem no Twitter. 

    • Na tentativa de garantir que as pessoas consigam se engajar com a conversa pública de forma segura e saudável, iniciamos o teste público de um novo recurso chamado Modo de Segurança. Quando uma pessoa do Twitter ativa esse recurso, ele bloqueia automaticamente as contas por 7 dias que possam usar linguagem nociva ou enviar respostas ou menções repetitivas ou indesejadas.

  • Agosto

    • Começamos a testar um novo fluxo de denúncias nos Estados Unidos, na Coreia do Sul e na Austrália, que permite às pessoas denunciarem Tweets aparentemente enganosos. A intenção desse piloto é entender melhor se essa é uma abordagem eficiente para resolver a desinformação constante na plataforma. Planejamos repetir esse fluxo com os aprendizados do nosso teste.

    • Para promover informações críveis sobre vacinas, veiculamos um anúncio de utilidade pública sobre COVID-19 no topo da timeline dos usuários em 14 mercados globais. Esses avisos mostram às pessoas informações locais sobre uma série de tópicos pertinentes àquele país, como tópicos sobre segurança, eficácia, disponibilidade e planos de distribuição de vacinas.     

    • Nascido da preocupação cada vez maior sobre o impacto de certos tipos de anúncios sobre saúde física, saúde mental e imagem corporal, particularmente envolvendo menores de idade, atualizamos nossas políticas publicitárias globais para incluir restrições sobre conteúdo de emagrecimento, especialmente proibindo a segmentação por menores de idade.

    • O Twitter condena racismo em todas as formas. Nosso objetivo é nos tornamos a empresa de tecnologia mais diversificada, inclusiva e acessível, e liderar o setor no impedimento de compartilhamento de visões horrendas na nossa plataforma. Publicamos um post no blog detalhando nossa análise da conversa sobre a final da Eurocopa 2020 e detalhando as etapas implementadas para identificar e retirar do ar sem demora Tweets racistas e abusivos direcionados ao time inglês, a conversa geral sobre euros e a conversa geral sobre futebol.

    • Anunciamos novas parcerias com a @AP e a @Reuters como parte das atividades constantes para ajudar as pessoas a entenderem a conversa que acontece no Twitter. As pessoas experimentam uma série de conversas públicas no nosso serviço todos os dias, e temos o compromisso de dar continuidade ao trabalho para promover informações e contexto de credibilidade. 

  • Julho

    • Como parte da atividade em andamento para melhorar a acessibilidade do Twitter, introduzimos legendas para Tweets de voz, fazendo com que mais pessoas participem da conversa.

    • Anunciamos a assinatura de um acordo com o Media Ratings Council (MRC) para pré-avaliação da brand safety. Esse é um marco no nosso progresso em prol do compromisso de ganhar as quatro certificações do MRC em viewability, filtragem sofisticada de tráfego inválido, mensuração da audiência e brand safety.

    • Liberamos a atualização mais recente da Central de Transparência do Twitter, incluindo dados de 1º de julho a 31 de dezembro de 2020. Como parte dessa versão, compartilhamos uma nova métrica pela primeira vez – impressões: esse é o número de visualizações que os Tweets que cometeram as violações receberam antes da remoção. Descobrimos que as impressões desses Tweets transgressores eram responsáveis por menos de 0,1% de todas as impressões de todos os Tweets durante o período de denúncia e que 77% desses Tweets receberam menos de 100 impressões antes da remoção.

    • Em uma atualização das configurações de conversa introduzida em agosto de 2020, possibilitamos que as pessoas no Twitter alterassem que poderia responder a um Tweet depois de ele ser enviado. Esse ajuste ao projeto foi pensado para dar às pessoas mais controle sobre as conversas em momentos decisivos, quando os Tweets podem receber mais atenção que o previsto. 

    • Abuso e assédio afetam de forma desproporcional mulheres e comunidades sub-representadas online. Nossa maior prioridade é manter todos que usam o Twitter em segurança e longe de abusos. Após um processo de consulta que consumiu um ano de trabalho junto com as ONGs parceiras, o Twitter se comprometeu com a estrutura da Web Foundation de colocar um ponto final na violência de gênero como parte da iniciativa #GenerationEquality ("Geração Igualdade") da @UN_Women

  • Junho

    • Em colaboração com os principais parceiros do setor, o Twitter lançou uma carta aberta em resposta à Lei de Serviços Digitais (Digital Services Act), invocando a Comissão Europeia para proteger o Mercado Digital Único, a justa concorrência e a Internet Aberta.

    • Atualizamos a Central de Ajuda do Twitter para articular com mais clareza quando adotaremos ações a partir de agora sobre nossas políticas de Política Contra a Propagação do Ódio e Política Contra Comportamento Abusivo, que proíbem o abuso e o assédio de categorias protegidas, e cobre uma série de comportamentos. Mais especificamente, não permitimos a negação de eventos violentos, inclusive referências abusivas a eventos específicos nos quais as categorias protegidas tenham sido as principais vítimas. Esta política agora abrange conteúdo segmentado e não segmentado.

  • Maio

    • O Twitter contratou a OpenSlate para proporcionar verificação independente de segurança e adequabilidade do conteúdo na nossa oferta Twitter Amplify. O estudo descobriu que, dos mais de 455.000 vídeos monetizados analisados, 100% se enquadraram acima do nível mínimo de brand safety que é padrão no setor (GARM Brand Safety Floor). Descobriu-se também que 99,9% dos vídeos analisados foram considerados de baixo risco, com base na categorização de conteúdo de vídeo exclusivo feita pelo OpenSlate e pela GARM Brand Suitability Framework.

    • Para pessoas que usam o Twitter com as configurações em inglês, introduzimos avisos que incentivam as pessoas a pausarem e reconsiderarem uma resposta potencialmente prejudicial ou ofensiva antes de clicar em "Enviar". Sabemos que as pessoas vêm ao Twitter para descobrir, ler e debater os interesses e que, às vezes, quando as coisas ficam quentes, às vezes dizem coisas de que podem se arrepender. Na tentativa de fazer do Twitter um lugar melhor, ao detectarmos respostas potencialmente prejudiciais ou ofensivas aos Tweets, avisamos as pessoas e pedimos para analisarem as respostas antes de enviar o Tweet. Essa mudança vem em resposta após vários testes e fez com que as pessoas enviassem menos respostas potencialmente ofensivas por meio desse serviço, melhorando o comportamento no Twitter. 

  • Abril

    • O Twitter foi testemunha ante o Comitê Judiciário do Senado dos Estados Unidos com relação à nossa abordagem a uma tecnologia responsável de machine learning, concentrada em assumir a responsabilidade pelas decisões do algoritmo, igualdade e justiça dos resultados, transparência quanto às nossas decisões e permissão de escolha de agência e algoritmo.

    • Introduzimos uma mensagem de aviso abordando as vacinas de COVID-19 no topo da timeline dos usuários em 16 mercados em todo o mundo, como parte da Semana Mundial da Imunização. Os avisos direcionavam os usuários a informações específicas do mercado sobre segurança, eficácia e disponibilidade das vacinas, garantindo acesso a fontes de credibilidade e combatendo a desinformação a respeito da saúde pública. 

    • Introduzimos o primeiro Relatório de Impacto Global do Twitter, uma representação coesa do trabalho que fazemos com relação a questões como responsabilidade corporativa, sustentabilidade e filantropia. Acreditamos que este relatório seja um grande passo em nosso compromisso de compartilhar mais a respeito de um trabalho tão importante para as pessoas que atendemos. 

  • Março 

    • Fizemos o lançamento oficial das novas Categorias Curadas dentro de nossa oferta do Twitter Amplify nos Estados Unidos, Reino Unido, Brasil e MENA. Essas categorias se referem a conjuntos de publishers selecionados pelo Twitter e agrupados de acordo com temas específicos. Eles têm como objetivo ajudar os anunciantes a alcançar suas audiências com o alinhamento de um conteúdo brand safe e de boas vibrações.

    • Nós fizemos uma convocação de respostas para uma pesquisa pública que ajudará a fundamentar o futuro de nossa abordagem política referente aos líderes mundiais. Considerando que políticos e funcionários públicos estão sempre mudando a forma como utilizam nosso serviço, recorremos à nossa comunidade para que ela nos ajude a manter a relevância de nossas políticas quanto à natureza dinâmica dos discursos políticos no Twitter e a proteger a integridade das conversas públicas.

    • O Twitter recebeu de uma auditoria independente o selo Brand Safety Certified da TAG (Trustworthy Accountability Group) por suas operações globais.

    • Após o lançamento das configurações de conversa para todos no Twitter, em agosto de 2020, possibilitamos que os anunciantes as utilizassem para publicar Tweets em nosso Gerenciador de Anúncios. Essa atualização amplia a possibilidade de aplicar configurações de conversa em Tweets Somente Promovidos e naqueles que usam nossos formatos de anúncios mais conhecidos, além dos Tweets orgânicos.

    • Anunciamos que, daqui em diante, aplicaremos rótulos em Tweets que possam conter desinformações sobre as vacinas da COVID-19, como complemento às nossas iniciativas contínuas de remover do serviço quaisquer informações prejudiciais enganosas sobre a COVID-19. Essas mudanças são feitas de acordo com nossa política de COVID-19, ampliada em dezembro de 2020.

  • Fevereiro

    • Divulgamos a remoção de 373 contas relacionadas a operações informativas independentes, afiliadas ao Estado, por violações em nossas políticas de manipulação da plataforma. Essas operações foram atribuídas à Armênia, à Rússia e a uma rede previamente divulgada do Irã.

  • Janeiro

    • Expandimos nossa Política Contra a Propagação do Ódio e passamos a proibir provocações voltadas para indivíduos ou grupos pertencentes a categorias protegidas. Inclui-se aí incitação do medo ou divulgação de estereótipos aterrorizantes, incitação de assédio dentro ou fora da plataforma e incitação à negação de apoio econômico.

    • Nós lançamos um programa-piloto com uma abordagem para resolver a desinformação no Twitter com auxílio da comunidade. A ela, demos o nome de Birdwatch. Nesse piloto, permitiremos a um seleto grupo de participantes dos Estados Unido identificar Tweets que acreditem ser enganosos, escrever notas públicas para adicionar contexto e classificar a qualidade das notas de outros participantes. 

    • Atualizamos a Central de Transparência do Twitter com dados que refletem o período entre 1º de janeiro de 2020 e 30 de junho de 2020. Lançamos uma postagem de blog que realça as tendências e as informações dessa última divulgação, incluindo o impacto da COVID-19 durante esse período.

    • Como consequência dos eventos ocorridos no Capitólio dos Estados Unidos em 6 de janeiro, tomamos uma medida sem precedentes de exercer nossas políticas contra a Glorificação da violência. À luz de tais eventos, tomamos outra medida com o intuito de proteger conversas em nosso serviço contra tentativas de incitar violência, organizar ataques e compartilhar desinformações de forma deliberada sobre os resultados das eleições.
  • Dezembro

    • À medida que o mundo continua lutando contra a pandemia de COVID-19 e se prepara para a distribuição global de vacinas, anunciamos uma expansão à política da COVID-19. Para darmos continuidade, poderemos pedir que as pessoas removam Tweets que carreguem narrativas falsas e enganosas sobre o processo de vacinação da COVID-19 e, no início de 2021, poderemos identificar ou advertir Tweets que propaguem boatos infundados, alegações disputadas e informações incompletas ou descontextualizadas sobre as vacinas.

    • Anunciamos que elegemos a Integral Ad Science (IAS) e a DoubleVerify (DV) como parceiros preferenciais do Twitter para fornecer relatórios independentes sobre o contexto em que os anúncios aparecem na plataforma. 

    • Anunciamos que nos comprometemos a trabalhar em conjunto com o Media Ratings Council (MRC) para iniciar o processo nos quatro serviços de certificação que eles oferecem: Viewability, Filtragem Sofisticada de Tráfego Inválido, Medição da Audiência e Brand Safety. 

    • Nós expandimos nossa política de conduta de propagação do ódio para englobar Tweets que tentam desumanizar as pessoas por conta de raça, etnia e origem nacional.

  • Novembro

    • Na semana após as Eleições dos EUA de 2020, nós compartilhamos algumas estatísticas sobre rótulos, advertências e restrições adicionais aplicadas a Tweets que incluíssem informações potencialmente enganosas sobre as Eleições dos EUA de 27 de outubro a 11 de novembro:

      • Aproximadamente 300.000 Tweets foram marcados na nossa Política de Integridade Cívica quanto a conteúdo polêmico e potencialmente enganoso. Isso representa 0,2% de todos os Tweets dos EUA relacionados às eleições enviados durante esse período.

      • Desses Tweets, 456 também incluíam uma mensagem de advertência e tinham recursos de engajamento limitados (os Tweets poderiam ser comentados, mas não Retweetados, respondidos ou curtidos).

      • Aproximadamente 74% das pessoas que viram esses Tweets viram após aplicarmos um rótulo ou uma mensagem de advertência.

      • Vimos uma diminuição estimada em 29% nos Tweets com comentários quando tinham o rótulo, em parte por causa de um aviso que alertava as pessoas antes de compartilhar.

  • Outubro

    • Antes das eleições de 2020 nos EUA, implementamos uma série de atualizações de produtos e políticas obrigatórias adicionais e significativo com o objetivo de contextualizar melhor e incentivar uma consideração mais cuidadosa antes de os Tweets ganharem alcance. Entre essas atualizações estavam:

      • Segundo nossa política expandida de integridade cívica, anunciamos que não é permitido cantar vitória no Twitter antes de esta ser determinada com certeza – e isso inclui os candidatos a cargos públicos. Tweets que incluem acusações prematuras serão marcados e direcionarão as pessoas à nossa página oficial das eleições nos EUA. Além disso, os Tweets com intenção de incitar interferência no processo eleitoral ou na implementação dos resultados da eleição, como por meio de ação violenta, estarão sujeitos a remoção. 

      • Nós aperfeiçoamos os prompts e avisos em Tweets que trazem informações enganosas, como um prompt que apresenta informações de boa credibilidade para as pessoas antes de elas conseguirem amplificar mensagens enganosas. Adicionamos também outros avisos e restrições nos Tweets com rótulo de informações incorretas das figuras políticas dos EUA e de contas abertas nos EUA com mais de 100.000 seguidores, ou que obtenham engajamento significativo.

      • Para incentivar uma amplificação mais ponderada das informações na plataforma, implementamos algumas mudanças temporárias ou no período antes, durante e após as eleições. Essas alterações incluem incentivar as pessoas a adicionarem os próprios comentários antes de amplificar o conteúdo, incentivando que elas usem um Tweet com comentário em vez de um Retweet e só tragam à tona os Assuntos da aba “Para você” nos Estados Unidos que incluam contexto adicional.

  • Setembro

    • Lançamos um novo recurso para auxiliar as pessoas a lerem as notícias antes de divulgarem-nas. Isso fez com que as pessoas abrissem artigos com 40% mais frequência após verem o aviso, causando um aumento de 33% nas pessoas que abriam os artigos antes de Retweetarem-nos.

    • Expandimos nossa política de integridade cívica para nos ajudar a cuidar melhor das tentativas de abuso do Twitter que pudessem acarretar supressão da votação ou outros danos aos processos cívicos. Nós passamos a marcar ou remover informações falsas ou enganosas destinadas a colocar em dúvida o comparecimento dos eleitores e/ou a confiança pública em eleição ou outro ato cívico.

    • O Twitter faz parte do primeiro grupo de empresas a ganhar o selo Brand Safety Certified da TAG (Trustworthy Accountability Group), como parte do novo programa Brand Safety Certified de tal grupo. Isso indica que, no Reino Unido, o Twitter cumpre todos os requisitos de aplicação de um modelo de brand safety regulado pelo setor.

  • Agosto

    • Introduzimos a Central de Transparência do Twitter, que dá destaque aos nossos esforços em um número maior de tópicos, previamente compartilhados nos nossos Relatórios de Transparência do Twitter. Incluímos seções intuitivas e interativas que abrangem solicitações de informações e de remoção, avisos de direitos autorais e de marca registrada, segurança de e-mail, aplicação das Regras do Twitter, manipulação da plataforma e operações de informações com respaldo do Estado. Nós também lançamos recentemente relatórios sobre ações divididas tanto por tipo de conteúdo quanto localização geográfica.

    • Começamos a rotular contas pertencentes a entidades de mídias afiliadas ao Estado e representantes oficiais dos EUA, Reino Unido, França, Rússia e China. Nós também não amplificaremos contas de mídia afiliadas ao Estado por meio dos nossos sistemas de recomendação, incluindo a timeline da Página Inicial, notificações e busca.

  • Julho

    • Expandimos nossa política para encaminhar links a websites com conduta de propagação do ódio ou violência. Nossa meta é bloquear links de forma coerente com a forma como removemos os Tweets que violam nossas regras e reduzir a quantidade de conteúdo prejudicial no Twitter vindo de fontes externas.

  • Junho 

    • Fizemos a mais recente divulgação de informações sobre mais de 30.000 contas no nosso arquivo de operações de informações estatais, o único desse tipo no setor, com relação a três operações distintas que atribuímos à China, à Rússia e à Turquia.

  • Maio 

    • Começamos a testar novas configurações que permitem escolher quem pode responder ao seu Tweet e participar da conversa.

    • Introduzimos novos rótulos e mensagens de aviso que fornecem contexto e informações adicionais em alguns Tweets que contenham informações questionáveis ou enganosas.

  • Abril

    • O Twitter do Reino Unido recebeu a certificação Gold Standard v1.1 da categoria IAB. É uma certificação que reforça nosso compromisso de reduzir fraudes em anúncios, aprimorar a experiência de publicidade digital e elevar a brand safety no mercado do Reino Unido.

  • Março

    • Ampliamos ainda mais nossas regras contra a desumanização da fala para proibir a linguagem que deslegitima com base na idade, deficiência ou doença.

    • Ampliamos nossa definição de dano para abordar o conteúdo que vai diretamente contra as orientações de COVID-19 de fontes oficiais de informações de saúde pública.

  • Fevereiro

    • Depois do feedback das pessoas na nossa plataforma, lançamos nossa política sobre mídia sintética e manipulada, descrevendo como trataremos esse conteúdo quando o identificarmos. 

  • Janeiro

    • Lançamos um prompt de pesquisa dedicado, destinado a proteger a conversa pública e ajudar as pessoas a encontrarem informações de autoridades de saúde em torno da COVID-19. Este trabalho está em constante evolução, por isso fique por dentro das informações mais recentes.
  • Dezembro

    • Lançamos a Central de Privacidade do Twitter para dar mais clareza sobre o que estamos fazendo para proteger as informações que as pessoas compartilham conosco. Acreditamos que as empresas devem ser responsáveis pelas pessoas que confiam a elas as próprias informações pessoais, e não só para proteger essa informação, mas também explicar como fazem.

  • Novembro

    • Decidimos proibir globalmente a promoção de propaganda eleitoral paga. Tomamos essa decisão com base em nossa crença de que o alcance da mensagem política deve ser conquistado, e não comprado.

    • Lançamos a opção de ocultar as respostas aos Tweets para todos em todo o mundo.

    • O Twitter foi certificado de acordo com os Princípios de Boas Práticas DTSG do JICWEBS.

    • Pedimos ao público feedback sobre uma nova regra para tratar de mídia sintética e manipulada.

  • Outubro

    • Esclarecemos nossos princípios e abordagem para analisar os Tweets feitos por líderes mundiais.

    • Publicamos nosso Relatório de Transparência mais recente, referente ao primeiro semestre de 2019.

    • Lançamos um monitoramento interno 24 horas por dia, 7 dias por semana, dos principais assuntos em destaque para promover o brand safety nos resultados da pesquisa.

  • Agosto

    • Atualizamos nossas políticas de publicidade para refletir que não aceitaríamos mais publicidade de entidades de mídia controladas pelo estado.

  • Julho

    • De acordo com feedback das pessoas na nossa plataforma, lançamos nossa política que proíbe discursos desumanos e violentos com base na religião.

  • Junho 

    • Ingressamos na Aliança Global para Mídia Responsável em Cannes.

    • Atualizamos nossas Regras com linguagem simples e clara, diminuindo de 2.500 palavras para menos de 600.

    • Esclarecemos nossos critérios para permitir que certos Tweets que violam nossas regras permaneçam no Twitter porque são de interesse público.

  • Abril

    • Compartilhamos uma atualização sobre nosso progresso no sentido de melhorar a saúde da conversa pública, um ano depois de declará-la uma das principais prioridades da empresa.
  • Outubro

    • Nós deletamos todas as contas e conteúdos associados a operações potenciais de informações que encontramos em nosso serviço desde 2016. Essa foi a primeira de muitas divulgações que fizemos desde nosso arquivo público de operações de informações apoiadas pelo estado.

  • Setembro

    • Pedimos ao público feedback sobre uma futura expansão de políticas em torno de discursos desumanos e levamos esse feedback em consideração para atualizar nossas regras.

  • Maio

    • Tomamos a decisão de excluir das audiências monetizáveis as contas que suspeitamos serem automatizadas, o que significa que não veiculamos anúncios nessas contas. Saiba mais sobre como identificamos as contas automatizadas.

  • Março 

    • Lançamos uma revisão humana 24 horas por dia, 7 dias por semana, de todo o conteúdo dos publishers monetizados do Pre-Roll do Amplify, juntamente com uma nova Política de Brand Safety para o programa.

    • Jack anunciou publicamente nosso compromisso e abordagem para tornar o Twitter um lugar mais seguro.

Pronto para começar?