Como ajudar seu cliente a encontrar a própria forma de expressão no Twitter

Hayley Dorney
Por Hayley Dorney
Boas práticas
Homem usando camisa azul clara rindo junto a colegas dentro de um escritório

Quando se é uma agência, os fundamentos para montar a campanha do seu cliente no Twitter são pautados pelos objetivos, pelas personas da audiência-alvo e pela forma de expressão da marca. 

Quando a marca tem uma forma de expressão bem-definida, fica mais fácil para o cliente segmentar pela audiência que deseja no Twitter. Além disso, essa audiência tem mais facilidade em reconhecer e identificar a marca, construindo uma relação com ela – ingrediente essencial para criar afinidade e gerar fidelidade. 

Agora, pode ser que a forma de expressão da marca ainda não esteja bem definida. Não tem problema: veja a seguir cinco formas de ajudar seu cliente a encontrar a forma de expressão no Twitter. 
 

Use uma forma de expressão diferenciada para seu cliente

Tom e forma de expressão andam de mãos dadas, mas têm lá suas diferenças. A forma de expressão da marca é a personalidade: perspicaz, espirituosa, descolada, sarcástica, reservada.

O tom, por outro lado, é a aplicação de tal forma de expressão: a forma como ela se comunica com as audiências conforme o canal ou a situação. Por exemplo: se a forma de expressão da marca for espirituosa, é comum que os Tweets usem humor inteligente ou GIFs. 

O Twitter é uma boa vitrine para as marcas mostrarem a própria personalidade e se divertirem junto com os seguidores. Em tom de conversa, o Twitter oferece rapidez, sinceridade e acesso ao mundo real. Assim, as marcas podem se abrir e mostrar o lado humano. 

Se seu cliente ainda não tiver uma forma de expressão clara, ajude-o a identificar adjetivos que descrevam como ele deseja ser visto pelos seguidores, como divertido, reflexivo, leve, sincero, bem-informado. 

Avalie o tom

Quando seu cliente fala com a própria audiência no Twitter, qual é a sensação que ele deseja transmitir? Qual é a visão que só seu cliente tem no setor em que atua? Ele será um guia especializado, um amigo ou um alívio cômico?

Talvez ele acredite, acima de tudo, em transparência e sinceridade total com os clientes. Isso pode se refletir no Twitter ao compartilhar conteúdo de bastidores, pedir opinião aos seguidores sobre produtos e serviços ou envolvê-los nas decisões da marca por meio de conversa e Enquetes do Twitter

Dica quente: A forma de expressão, o tom e conteúdo devem estar bem alinhados com os objetivos da marca. Veja alguns exemplos de objetivos de marca com possíveis ideias de conteúdo e tom para inspiração: 

  • Formação de opinião: Conteúdo e tom bem-informados, como pesquisa original, entrevistas com líderes da marca, tendências e insights do setor. 

  • Reconhecimento da marca: Tom aberto e palpável que mostra muita personalidade, com conteúdo como estudos de caso e recursos visuais de marca fáceis de compartilhar. Interaja o máximo possível com outras pessoas no Twitter por meio de respostas, comentários e Retweets para marcar presença.

  • Aumento no engajamento: O tom conversacional com um call-to-action bem claro é eficiente para engajamento. Vídeos, GIFs, memes e enquetes aumentam o engajamento dos Tweets. 


Use insights sobre os clientes

Depois, dedique-se aos clientes deles para criar uma conexão entre o comportamento e a forma de expressão no Twitter.

Veja como essa audiência se comunica no Twitter. Um certo nível de espelhamento ou equiparação na forma de expressão do seu cliente no Twitter ajuda a criar conexão com a marca. Mas lembre-se: só funciona se houver autenticidade.

Por exemplo: digamos que a audiência do seu cliente seja em sua maioria formada pela Geração Z, que interage muito com memes e usa com regularidade hashtags da moda. Use essas informações para planejar os Tweets do seu cliente e criar campanhas que gerem repercussão.

Não se esqueça de que o Twitter Analytics oferece ótimos insights sobre seus seguidores. Veja a seguir oito insights úteis que você pode aprender com o recurso.

Faça uma pesquisa de hashtags

Para ajudar seu cliente a ampliar a audiência, pense nas hashtags que poderiam ser usadas de forma autêntica no Twitter. Depois, pegue essa lista e confira o tipo de conversa que acontece nessas hashtags. 

Então, decida de quais "grupos" de assuntos seu cliente gostaria de participar: conversas que correspondam aos valores, ao tom, à estratégia comercial e às diretrizes da marca. Trabalhe as hashtags e os tópicos na estratégia do seu cliente no Twitter como guia para o que eles Tweetarão. 

Em outro exercício, decida de quais tipos de hashtags e conversas seu cliente quer distância no Twitter. 

Dica quente: Decida quais emojis seu cliente usará no Twitter e quais melhor evitar. Baixe nossa folha de atividades Encontre sua forma de expressão no Twitter e use-a como guia, onde há indicações para ajudar você e seus clientes.

Olhe o que outras marcas estão fazendo

Trabalhe com seu cliente para descobrir exemplos de marcas no Twitter que tenham o tipo de forma de expressão, energia e presença que seu cliente também gostaria de ter. Isso solidifica o trabalho com o tom e a forma de expressão e evita falhas de comunicação sobre as expectativas do seu cliente. 

A pesquisa de concorrentes também é benéfica, porque é possível ver que tipo de Tweet no setor do seu cliente recebe mais engajamento. 


Não importa qual a forma de expressão do seu cliente nem quais são os objetivos dele: existe um produto do Twitter Ads para ajudá-lo a se conectar. 

Clique no link a seguir para baixar o Manual do Twitter Ads para Agências e ter acesso a informações, dicas, ideias e estudos de caso da campanha.

Tudo pronto para anunciar no Twitter?

Imagem de rodapé com efeito de folha rasgada preta do Twitter